#15 Trailrun - Como treinar para corridas de montanha


Com o crescimento da modalidade corrida de rua, outras modalidades vêm ganhando adeptos e crescendo no embalo (no que se trata de esporte amador) . Uma delas é o Trailrun ou Corrida de montanha.

Mas uma coisa importante a ser dita é que o treinamento para essa modalidade (apesar de ser corrida também) é bem diferentes de treinar para corrida "no asfalto".

A corrida de montanha têm diversas particularidades como o terreno com solos diversos (trilha de terra batida, pedras, rios, etc), subidas com inclinação muito altas e que muitas vezes "são trechos onde não se corre", descidas com inclinações igualmente altas e muitas vezes com buracos no meio do caminho, tênis com solado e tecido diferenciados para causar maior aderência em relação ao solo (cravos e ranhuras) e a possibilidade de secar (ou não acumular água tornando-o mais pesado) após a passagem em um local molhado.

Outra característica específica é a demarcação do caminho a ser percorrido com fitas penduradas em galhos de árvores. Devemos ficar atento às fitas para não sair da rota e perder tempo. Hidratação existe em apenas alguns pontos durante o percurso, portanto uma mochila de hidratação pode ser um investimento interessante para distâncias relativamente mais longas.

Mas como treinar para essas provas?

O primeiro ponto é que o desenvolvimento cardiorrespiratório é feito através da corrida mesmo. Portanto esse ponto se assemelha muito à corrida de rua normal, com diferenças pequenas como uma maior quantidade de treinos em subidas e descidas, treinos de tiros com inclinação entre outros.

Treinos de propriocepção para melhorar a resposta de estruturas como tendões e ligamentos e evitar ou diminuir lesões por torções, principalmente de tornozelos. Como o terreno não é regular, essas pequenas torções são "normais" e o atleta precisa de uma reação rápida para evitar maiores problemas.

O uso de treino em escadas combinados com corridas planas também são uma estratégia interessante pois com a mudança de altimetria durante a prova em diversos momentos, é importante fazer o corpo se acostumar com diferentes demandas energéticas, fazendo ele se recuperar no plano do maior desgaste energético principalmente das subidas.

O fortalecimento muscular se faz muito interessante também pois o desgaste físico é muito elevado. Nas partes de descidas, o corpo tem uma taxa de desgaste maior pois além da própria corrida, a gravidade potencializa o impacto no chão, solicitando muito mais do corpo para administrar tudo isso.

Porém a questão mais importante de todas é: treinar no ambiente de prova!!! Correr em trilhas, serras com bastante subidas e descidas, com tênis apropriado para evitar o pé escorregando com os pequenos cravos, com a hidratação usando a mochila, se acostumando com o corre/anda dos trechos específicos, usando ou não material para se apoiar no terreno e assim por diante. Apesar do meio de locomoção ser de corrida, na realidade, o trailrun é outro esporte completamente diferente com características distintas.

Quer fazer estas provas para conhecer, é legal estar preparado para o que vai encontrar!


Fábio Targas Gonçalves

CREF: 091562-G/SP

TARGAS PERSONAL COACH - ASSESSORIA ESPORTIVA


48 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo